Por que pessoas que se amam incomodam? (Reflexão)

Imagem da branca de neve em um espelho quebrado representando a inveja.
É feio ter orgulho? (Reflexão)


“Eu estive pensando sobre a minha vida e em todos os erros que cometi. Os erros que me incomodam, aqueles dos quais eu me arrependo são os que cometi por medo. Durante muito tempo eu senti medo de ser quem eu sou, porque eu aprendi com meus pais que havia algo errado em ser quem como eu. Algo ofensivo, algo que deveria ser evitado, talvez até merecesse piedade. Algo que jamais poderia ser amado. Minha mãe é devota de São Tomás de Aquino, ela chama o orgulho de pecado. De todos os pecados mortais São Tomás considerava o orgulho a rainha dos sete mortais. Ele achava que era isso que levava a todos os pecados e que nos tornava viciados em pecados. Mas odiar não é pecado, segundo esta lista. Nem a vergonha. Eu tinha medo da parada porque desejava muito participar dela. Então hoje eu vou desfilar por aquela parte em mim que um dia sentiu tanto medo em desfilar. E por todas as pessoas que não podem desfilar, pessoas vivendo vidas como a que eu vivi. Hoje eu desfilo para lembrar que não sou apenas eu. Eu também sou Nós. E nós desfilamos com orgulho.”
- Discurso de Nomi no segundo episódio de Sense8, personagem mulher transgênero e uma das protagonistas da série.


Siga nas redes sociais: 👍 Facebook | 💬 Twitter | 📷 Instagram | 📌 Pinterest
🔔 Seja um padrinho! Conheça minha campanha no Padrim

Durante a minha vida toda tive dificuldade para me amar e por uma série de fatores eu não me sentia merecedor. Eu me culpava porque a minha mãe ficava deprimida e os meus pais não tinham condições de me dar presentes ou coisas materiais em datas comemorativas como meu aniversário, natal ou dia das crianças. Eu acabava achando, inconscientemente, que eu não merecia sentir prazer ou felicidade e ganhar recompensas e agrados. Claro que racionalmente eu sabia que eles não tinham condições, na verdade.

Outro fator que influenciou isso foi o bullying que sofri durante parte da infância e adolescência, os meus colegas da escola debochavam de mim porque eu não me vestia bem. Eu usava muitas roupas velhas que eu ganhava da minha avó ou de outros parentes, enquanto as outras pessoas usavam coisas da moda.

Também debochavam da minha magreza, do meu nariz avantajado e de o fato de eu ter hipercifose torácica (aumento da curvatura da coluna cervical) em que me deram o apelido de corcunda. Então eles se juntavam e falavam: "Vamos arrumar uma namorada para você" e me puxavam pela escola inteira perguntando para cada garota se ela aceitaria ficar comigo, é óbvio que elas recusavam e eu me sentia péssimo e humilhado. Não vou esquecer também das piadas sobre o fato de eu não ser "macho" o suficiente.

Então por muito tempo eu não gostei de mim mesmo nem do meu corpo, me achava feio, estranho e desinteressante. Lembro, inclusive que quando comecei a fazer psicoterapia teve uma vez que a minha psicóloga pediu para eu listas algumas características físicas que eu gostava em mim, aí eu falava assim: "Ah, gosto das minhas pernas, MAS tenho varizes e elas têm manchas e blábláblá", então eu mudava o foco da conversa para os meus defeitos 😞.

Só que depois de um tempão de tratamento e também de amadurecimento, passei a ter uma visão diferente de mim e a dar mais valor para as coisas positivas que tenho. Me apegar às coisas possuo e não nas que me faltam, entende?


Então passei a me achar bonito independentemente do problema de coluna ou das varizes, ou da acne, ou do narigão. Como diz a letra da música Who Says da Selena Gomez & The Scene: "I'm not beauty queen/ I'm just beautiful me", tradução: "Eu não sou a rainha da beleza/ Eu sou bonita do meu jeito". Passei a me valorizar de outras formas também, não me deixando se submeter a pessoas tóxicas e abusivas, cuidando melhor de mim, etc.

É que percebo que algumas pessoas parecem se incomodar com isso e frequentemente tentam me atacar e me colocar para baixo. Os ataques são diversos, desde pessoas fazendo piada com os meus transtornos mentais, a comentários maldosos sobre a minha aparência e meu cabelo. Apesar dos esforços, elas não conseguem.

Descrição antiga em que eu me desvalorizava.
Descrição antiga que
eu tinha no Tinder
em que eu falava para
as pessoas terem

cuidado de mim.

Eu não me sinto inferior por sofrer de transtornos mentais. Antigamente eu me sentia, assim que fui diagnosticado eu saia falando para as pessoas tomarem cuidado comigo quando elas me conheciam, eu falava que eu era uma pessoa difícil de lidar.

Até em aplicativos de relacionamento eu falava isso, eu botava uma descrição super interessante de mim, mas no final eu colocava: "Cuidado: sofro de transtorno afetivo bipolar, ansiedade e pânico. Sou uma pessoa difícil de lidar".

Só que fui percebendo que eu não sou uma pessoa difícil de lidar coisíssima nenhuma, na verdade, sou uma bem mais fácil de conviver do que muitas pessoas que não possuem nenhum diagnóstico de transtornos mentais 😧

Esse meu comportamento de ficar me rebaixando fazia com que as pessoas me tratassem mal e me culpassem por qualquer coisa.

Exemplo: cheguei a sair com pessoas que acabaram se apaixonando por mim, porém, eu não correspondi o sentimento delas. Sabe o que elas faziam? Botavam a culpa nas minhas doenças me chamando de louco, desequilibrado e imprevisível…


Conclusões que cheguei:

  • Meus diagnósticos não me definem completamente, eles são apenas parte de quem eu sou. Eu não sou um CID ambulante, eu sou um ser humano completo com virtudes, defeitos, sonhos, hobbies, etc;
  • Eu não sou uma pessoa difícil de lidar;
  • Eu não sou louco, eu tenho problemas e todo mundo tem. Segundo a Psicanálise ninguém é normal, todo mundo ou é psicótico, ou neurótico, ou perverso sendo que a grande maioria das pessoas é neurótica. Depois faço um texto sobre isso kkk 😂😂😂;
  • A primeira pessoa quem tem que me valorizar sou eu mesmo, então nada de ficar falando para as pessoas tomarem cuidado comigo. Onde já se viu? 😂😂😂
A verdadeira violência, a violência que percebi que era indesculpável, é a violência que fazemos com nós mesmos, quando temos medo de ser quem realmente somos.
- Nomi novamente em outro episódio de Sense8.

Descrição depois que passei a me valorizar mais, removi qualquer menção a transtornos mentais.
Descrição que fiz depois
que cheguei a essas
conclusões em que
deixei de fazer qualquer
menção a transtornos
mentais que possuo.


Então depois que cheguei a essas conclusões eu simplesmente parei de sair anunciando para as pessoas que tenho essas doenças porque esse detalhe é irrelevante.

É claro que eu não minto, se alguém me perguntar se tenho algum diagnóstico, falo tranquilamente. Não tenho vergonha nenhuma (menos em entrevistas de emprego, né?). Agora dizer: "Tome cuidado comigo, sou difícil de lidar!" ficou no passado.

Os comentários sobre a minha aparência não me afetam mais tanto. É claro que eu me incomodo, que coisa chata as pessoas ficarem falando da minha aparência negativamente sendo que eu nem pedi a opinião delas 😤, mas em nenhum momento passo a me sentir feio ou acreditar no que dizem.

Quando as pessoas falam do meu cabelo, então, eu só dou risada. A minha vida inteira recebi elogios pelo meu cabelo de todos os lados, essa é uma característica minha que eu nunca tive problemas para aceitar, ao contrário das outras como minha magreza ou a hipercifose.


Mais algumas conclusões:

  • Uma pessoa me acha feia? Tudo bem, posso conviver com isso. Sempre vai ter alguém que vai te achar feio, mesmo de você for a Gisele Bündchen ou o Rodrigo Santoro, quem dirá eu que não sou um galã, ou top model internacional, né? Então se alguém me acha feio eu apenas penso: "bem tem pessoas que me acham bonito" e primeiramente eu me acho, o que é o mais importante. Só que se a pessoa vem falar que me acha feio ou debochar da minha aparência sem eu ter pedido a opinião dela retruco mesmo porque acho totalmente sem noção kkkk. "Se me atacá eu vou atacá" - BRASIL, Inês. Como diz aquele ditado popular: "Quem desdenha quer comprar";
  • Eu não sou perfeito quase ninguém é. Até pessoas famosas conhecidas por serem bonitas quando fazem ensaios fotográficos tem as fotos manipuladas por Photoshop, então nem elas alcançam esses ideias de beleza absurdos imagina eu? kkk Aprendi a aceitar meus defeitos e a olhar com mais carinho para mim mesmo. Se posso ser assim para outras pessoas, por que não para mim mesmo?
  • Desde o começo da minha vida sexual-afetiva eu nunca tive dificuldades para achar alguém que quisesse ficar comigo ou namorar comigo. Várias pessoas com quem eu me relacionei já foram apaixonadas por mim, e todas com quem eu já me apaixonei, me corresponderam. Algumas vezes que fui em festas/baladas e afins sempre tiveram pessoas que demonstraram interesse em mim, inclusive que fizeram comentários para amigos. Se eu fosse essa coisa horrível e desprezível, as pessoas teriam interesse em mim? Não né 😲

Egocentrismo/narcisismo X Amor próprio

Quadro de Michelangelo Caravaggio
Narciso (1596) -  Michelangelo Caravaggio

É claro que tudo precisa ter equilíbrio, orgulho demais pode ser ruim, você acaba pensando que é superior aos e não precisa de ninguém.

Todo mundo tem algumas doses de narcisismo e egocentrismo, isso é normal e necessário, mas narcisismo exacerbado não é legal e penso que está longe de ser o meu caso. Aprendi a me amar, mas eu não me considero superior a ninguém. Quem lê os meus textos aqui no blog e na página talvez tenha percebido que até quando falo sobre transtornos mentais evito dizer que um transtorno é mais grave que outro.

Tem um texto que falo sobre Bipolaridade em que digo que ela é mais destrutiva que a Depressão Unipolar, mas eu falo que é mais grave do ponto de vista de risco de vida, prejuízos referentes a danos cerebrais (caso a doença não esteja em tratamento), entre outras coisas, mas que eu não gosto de dizer que o sofrimento de alguém depressivo unipolar é menor, não é.

Então eu não me considero superior nem inferior à ninguém, eu não torço para que as pessoas se deem mal para que eu me sinta melhor, por exemplo. Eu não sinto necessidade de rebaixar ou menosprezar ninguém, eu só faço isso para me defender quando alguma pessoa sem noção me ataca gratuitamente.

Sinto inveja? Claro, como todo mundo (e ainda pretendo fazer um texto sobre um momento em que senti inveja), mas pelo menos atualmente sinto no sentido de querer ter algo que outras pessoas têm que desejo muito, eu não torço para que a pessoa perca aquilo só porque eu não tenho, entende?

E eu gostaria que todas as pessoas se sentissem bem consigo mesmas como tenho me sentido recentemente, que elas também se achem bonitas, que elas também tenham carinho por elas mesmas e não se deixem se rebaixar quando outros menosprezam elas. Tenham orgulho! 😍

Eu penso que muita gente não se orgulha de si mesma porque na nossa cultura isso é mal visto 😮. Como diz o discurso da Nomi: orgulho é considerado pecado, mas a vergonha não. Por que será?

Fica a reflexão 😎

Para finalizar segue a letra (com tradução) da música Beautiful composta por Linda Perry e interpretada pela Christina Aguilera que tem uma mensagem que tem tudo a ver com o meu texto:

Beautiful - Christina Aguilera (Ao vivo na CNN Heroes).


Beautiful (letra original em inglês)

I am beautiful in every single way

Yes, words can't bring me down, no, no
So don't you bring me down today

To all your friends you're delirious
So consumed in all your doom
Trying hard to fill the emptiness
The pieces gone, left the puzzle undone
Is that the way it is?

You are beautiful, no matter what they say
Words can't bring you down, no, no
You are beautiful in every single way
Yes, words can't bring you down, no, no
So don't you bring me down today

No matter what we do (no matter what we do)
No matter what we say (no matter what we say)
We're the song inside the tune (yeah)
Full of beautiful mistakes (oh, yeah)
And everywhere we go (and everywhere we go)
The sun will always shine (sun will always, always)
And tomorrow we might awake on the other side (shine)

'Cause we are beautiful, no matter what they say
Yes, words won't bring us down, no
We are beautiful in every single way
Yes, words can't bring us down, oh, no
So don't you bring me down today

Don't you bring me down today
Don't you bring me down today

Linda (tradução)

Eu sou linda, em todos os sentidos
Sim, palavras não vão me deixar mal, oh não
Então não me deixe mal, hoje

Para os seus amigos, você está delirando
Tão consumido pela sua desgraça
Se esforçando pra preencher o vazio
As peças acabaram, o quebra-cabeça ficou desfeito
É assim que tem que ser?

Você é lindo, não importa o que eles digam
Palavras não vão te deixar mal, oh não
Você é lindo, em todos os sentidos
Sim, palavras não vão te deixar mal, oh não
Então não me deixe mal, hoje

Não importa o que façamos (não importa o que façamos)
Não importa o que dissermos (não importa o que dissermos)
Somos a música dentro da melodia
Cheios de erros lindos
E onde quer que formos (e onde quer que formos)
O sol vai sempre brilhar (o sol vai sempre, sempre)
E talvez amanhã acordemos do outro lado (Brilhar)

Porque somos lindos, não importa o que digam
Sim, palavras não vão nos deixar mal, não
Somos lindos, em todos os sentidos
Sim, palavras não vão nos deixar mal, oh não
Então não me deixe mal, hoje

Não me deixe mal hoje


Não me deixe mal, hmm, hoje





Por que pessoas que se amam incomodam? (Reflexão)
Salve no Pinterest!





Comentários

  1. é até engraçado pra mim ler essa postagem sua, sabe porque? As vezes me vejo assim, e penso quem não se vê? Meu marido vivi me dizendo que não pertenço a esse planeta e ele diz isso a muitos. Para ele sou bem estranha. Acontece que me amo do jeito que sou e viver até o momento é a melhor experiencia que estou experimentando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza ele também vive no planetinha dele.

      Obrigado por comentar ❤

      Excluir
  2. Muito pertinentes, sinceros e bem colocados os seus pensamentos. Infelizmente lidamos com pessoas e uma cultura não tão bem definidas, o que muitas vezes acaba por nos afetar e muito no dia a dia. saber lidar não é fácil, mas eu para ver como você tem superado, o que é muito legal! parabéns! e força, porque nesse mundo selvagem é do que mais precisamos para vencer as batalhas do cotidiano.
    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foram longos anos de baixa autoestima para chegar a essas conclusões, mas é importante crescer.

      Obrigado por comentar ❤

      Excluir
  3. Olaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!
    Sem dúvida que a educação, o que aprendemos dos Pais, é a base de tudo.
    Os maiores erros, a meu ver, é mesmo o reflexo dos nossos medos (Percebi que pensas o mesmo).
    A infância é a nossa maior base: exemplo dos Pais e a Escola. Dai ser muito importante os Pais analisarem bem a Escola antes de Filho lá. É o futuro dele que está em jogo.
    Que cabras! Desculpa, mas fui sincera. Ninguém escolhe de quem gosta. Tu não gostavas, paciência. Mereces melhor!
    A tua mudança é muito bonita <3
    Beijokitaz





    www.devaneiosdemissl.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado ❤

      Fico feliz que meu post tenha provocado alguma reflexão.

      Excluir
  4. Que texto bonito, nós somos o que somos e nenhuma doença nos define.
    Devemos sempre dar valor ao que somos e sermos os primeiros a amar tudo o que temos, mesmo as pernas com manchinhas ... são nossas e quem não gostar e nos fizer sentir em baixo não merece fazer parte da nossa vida.
    Beijinhos e auto estima para cima !!!

    A Bella e o mundo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza! Somos a companhia de nós mesmos até o final da vida, então é importante começar a amar essa pessoa que nos acompanha (nós).

      Obrigado por comentar ❤

      Excluir
  5. Que desabafo heim!
    Eu concordo com você em muitas partes, mas principalmente sobre os rótulos das doenças psíquicas.... Eu fiz tratamento por dois anos, e no inicio morria de medo das pessoas saberem, mas depois passei a contar pra todo mundo numa forma de "aceitação" e aconteceu a mesma coisa que vocês, por exemplo, quando se apaixonavam por mim e eu não correspondia, falaram que era culpa minha e blábláblá

    Eu achava importante o CID, mas depois não quis me aprofundar mais nesse universo, deixei isso com meus profissionais e sabe de uma coisa? Foi a melhor coisa. Pois, a partir desse momento, que eu me senti liberta e passei a me amar mais.
    Acho que é uma coisa meio "louca" que só quem passa sabe e sente...

    Enfim, espero que fiquemos bem com nós mesmos daqui pra frente! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos sim! Eu tenho uma boa autoestima hoje, claro que tem dias ruins, mas no geral me amo.

      Obrigado pelo comentário! ❤

      Excluir
  6. UAU que arraso de texto!!!

    Tu trouxe tantas coisas importantes que eu não sei nem por onde começar. É muito difícil para as pessoas lidarem com o amor próprio das outras, principalmente para as que não sabem como é esse amor.
    Amei os quotes de Sense8 e as músicas que tu trouxe. Eu sempre canto a plenos pulmões essa música da Selena. Já a da Christina me inspira. Somos todos lindos do jeito que somos!

    Grande beijo,
    https://almde50tons.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade! Eu adoro essas músicas ❤

      Fazem parte da trilha sonora da minha vida.

      Obrigado pelo comentário!

      Excluir
  7. Oi, tudo bem? Acho uma perda de tempo ficar cuidando da vida dos outros quando eles não pediram nossa opinião. Acredito que grande parte das pessoas não tem autoestima e isso incomoda quando encontra alguém realmente feliz. Beijos, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  8. Me vejo assim também e até ri muito aqui, você foi muito sincera no seu post mesmo sendo longos você chegou no seu objetivo

    ResponderExcluir
  9. Concordo com tudo que você falou! Sei que é difícil lidar com o amor próprio pois, tive uma fase da minha vida que eu não conseguir aceitar meu corpo e hoje não mudo ele por nada, nem penso em fazer academia para emagrecer pq amo meu corpo do jeito que ele é, por isso apareço sobre sem camisa nos meus stories do insta hahaha 😂❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se amar é muito importante! Fico feliz que você se aceite ❤

      Excluir

Postar um comentário

Dica: clique em "notifique-me" para que você seja avisado(a) por e-mail quando eu responder seu comentário ❤