Grupo de estudos de psicanálise em São Paulo (Gratuito)

compartilhar, discutir e aprender

Olá, queridos! Tive uma ideia que talvez seja um tanto maluca, mas resolvi arriscar e colocar em prática mesmo assim. Se você gosta de psicanálise, como eu, e mora na cidade de São Paulo capital, talvez se interesse, então recomendo fortemente que leia este post até o final. Vou explicar o que me motivou a organizar isto e como irá funcionar, ok?

[Atualização 02/10/2019: prazo de inscrição estendido até o dia 14/10.]

Já deve fazer pelo menos dois anos que estudo psicologia e psicanálise por conta. Sim, eu sou autodidata e ainda não estou na graduação. Isso nunca fez com que eu me sentisse menos estudante porque sou bem dedicado e apenas não estou cursando psicologia formalmente por motivos financeiros e emocionais.

Financeiros porque eu ainda não tenho condições de pagar a mensalidade de uma faculdade, não tenho direito ao ProUni porque já tenho nível superior em outra área e também não tenho como conseguir o FIES pelo mesmo motivo. Emocionais porque possuo um quadro de transtorno bipolar que está estabilizado há apenas alguns meses e troquei de área profissionalmente há pouco tempo, então ainda estou me organizando e analisando quais estratégias vou adotar daqui a diante para tornar este sonho realidade. Desde conseguir dinheiro, a estudar para o vestibular de universidades públicas.


Por incrível que pareça, essa demora e essas incertezas não me causam angústia. Eu sofria bem mais quando não sabia qual era meu objetivo na vida, hoje sei. Aliás, não tenho apenas um objetivo, tenho vários e estou trabalhando neles aos poucos. Devagar, porém, sempre. O mais importante, já tenho: força de vontade, interesse e determinação.

Além disso, eu não preciso estar em uma graduação para estudar e praticar a psicologia. Eu preciso para praticar a clínica, obviamente, mas meu trabalho com o blog não deixa de ser um modo de ajudar os outros com os conhecimentos que vou adquirindo, mesmo que seja apenas propondo reflexões e compartilhando meus testemunhos.

Siga nas redes sociais: 
👍 Facebook | 💬 Twitter | 📷 Instagram | 📌 Pinterest
🔔 Seja um padrinho! Conheça minha campanha no Padrim

No entanto, a vida de estudante autodidata é bem solitária. Como se não bastasse, meu trabalho como autônomo também é. Nas últimas tarefas que consegui como redator, fiquei horas lendo e escrevendo todos os dias por semanas. Era eu sozinho com os livros, o computador e o tablet, entre idas e vindas à biblioteca.

Também me sinto sozinho por não ter com quem discutir as coisas que aprendo ou as descobertas que faço. Ter com quem compartilhar é sempre bom, não é? Na verdade, essa sensação de solidão me acompanha desde antes disso, tenho poucos amigos e colegas que tem as mesmas paixões que eu, por isso, sempre me senti meio alheio nas esferas sociais que frequento/frequentei. Acho que daí que veio o nome do blog: Relatos de um Garoto de Outro Planeta, mas isso é tema para outro post.

A ideia do grupo de estudos

(Imagem retirada da internet)

Frequentando blogs literários em grupos de blogueiros que participo, notei que tem uma atividade que eles costumam organizar: leituras ou maratonas de leitura coletivas. Elas consistem em um grupo de pessoas escolher um livro ou autor e todos os participantes lerem o mesmo material em conjunto. Para isso, são definidos prazos em que todos devem ler um determinado número de páginas ou capítulos específicos. Ao final destes prazos, todos se reúnem para discutir as impressões que estão tendo a respeito da obra.

Então, tive a seguinte epifania: por que não organizar eu mesmo um grupo de leitura coletiva de psicanálise? 😱

O grupo funcionará exatamente como descrevi acima.  Minha ideia é organizar encontros mensais pessoalmente em um local público como parques, SESCs ou centros culturais em que possamos nos sentar e conversar em voz alta livremente. Teremos o intervalo entre um encontro e outro para ler um determinado número de páginas ou capítulos específicos e, então, quando nos reunirmos pessoalmente, iremos discutir sobre eles. Será um grupo voltado para iniciantes mesmo, então partiremos do "beabá" da psicanálise. Qualquer pessoa pode participar, desde que more na grande São Paulo (já que os encontros pessoais serão realizados por aqui), goste da área e tenha interesse em aprender e compartilhar.


É importante ressaltar que eu não vou dar aula porque não tenho qualificação necessária para isso, será um grupo totalmente horizontal em que todos estaremos ocupando a mesma posição de estudantes. Serei apenas encarregado da organização. Também preciso mencionar que ele não substitui uma formação ou especialização em psicanálise já que para ser psicanalista é necessária a formação baseada no tripé (teoria, análise pessoal e prática supervisionada). Entretanto, o conhecimento é livre e todos podemos estudar tendo consciência que para exercer a profissão, outras coisas também serão necessárias.

Como já antecipei no título do post, a participação será gratuita. Justamente porque não se trata de uma aula e, porque eu só quero arranjar alguém disposto a embarcar nessas jornadas de estudos comigo. 😂

Datas e locais serão informados pelo particular apenas aos interessados por motivos de privacidade e segurança, mas serão preferencialmente na região central da cidade.

Maratona Sigmund Freud

(Imagem retirada da internet)

Também preparei um roteiro do que estudaremos. Acho pertinente começarmos por Freud porque acredito que a compreensão de suas ideias é necessária para melhor entendimento das ramificações posteriores da psicanálise.

Para quem é muito iniciante e nunca leu nenhum texto dele: não se assustem. Freud escreve muito bem e de uma maneira muito didática e de fácil entendimento. Algumas de suas ideias podem ser complexas e demandam bastante capacidade de abstração, porém, os livros não são pesados de se ler (se você gosta de psicanálise, claro). A quantidade de páginas para se ler entre um encontro e outro também será confortável considerando que nem todo mundo tem tempo de sobra.


Segue lista de livros em ordem de leitura:
  • Obras Completas Vol. 13: Conferências Introdutórias a Psicanálise (1916–1917)
  • Obras Completas Vol. 18: Novas Conferências Introdutórias a Psicanálise (1933)
  • A Interpretação dos Sonhos (1900)
  • Sobre a Psicopatologia da Vida Cotidiana (1901)
  • Obras Completas Vol. 6: Três Ensaios Sobre a Teoria da Sexualidade (1905) e Análise Fragmentária de uma Histeria (“O Caso Dora”) (1905)
  • Obras Completas Vol. 8: Análise da Fobia de um Garoto de Cinco Anos (“O Caso Hans”) (1909)
  • Obras Completas Vol. 9: Observações Sobre um Caso de Neurose Obsessiva (“O Homem dos Ratos”) (1909)
  • Obras Completas Vol. 14: História de um Neurose Infantil (“O Homem dos Lobos”, 1918 [1914])
  • Obras Completas Vol. 8: A Moral Sexual “Cultural” e o Nervosismo Moderno (1908)
  • Obras Completas Vol. 12: Considerações Atuais Sobre a Guerra e a Morte (1915)
  • Obras Completas Vol. 15: Psicologia das Massas e Análise do Eu (1921)
  • Obras Completas Vol. 17: O Futuro de uma Ilusão (1927)
  • Obras Completas Vol. 18: O Mal-Estar da Civilização (1930) e Por Que a Guerra? (Carta a Einstein) (1932)

Esta seleção de livros é provisória e pode ser modificada no decorrer do nosso trajeto, bem como de acordo com sugestões dos participantes. A frequência entre os encontros, a quantidade e a forma que leremos também poderá ser alterada conforme nossas necessidades.

Inscrições

(Imagem retirada do site Uihere.com)

Se você mora em São Paulo, gostou da ideia e deseja participar, mande um e-mail para garotodeoutroplaneta@gmail.com com o assunto "INSCRIÇÃO GRUPO DE ESTUDOS" me contando um pouco sobre você e seu interesse pela psicanálise com um texto entre 15 e 20 linhas. Inicialmente serão 10 vagas disponíveis, mas poderei aceitar mais participantes conforme for verificando a viabilidade. Contudo, acredito que este número já é bem alto para um grupo com essa proposta.

Atenção: procurarei preencher as vagas por ordem de chegada. Entretanto, desconsiderarei os e-mails que tiverem conteúdo muito vago ou que forem demasiadamente extensos. Cerca de 3 ou quatro parágrafos bastam, me faça conhecer um pouco de quem você é: seu nome, idade, o que você faz da vida, seus sonhos e aspirações, se você estuda ou trabalha e, porque você tem interesse por estudar psicanálise.

Também não se esqueça de colocar o assunto do e-mail como solicitado acima. Eu recebo muitas mensagens na minha caixa de entrada todos os dias, então, se você colocar um assunto diferente pode ser que eu não encontre seu e-mail.

  • O prazo inicial para se inscrever é até 14/10, mas pode ser estendido caso haja necessidade. Também pode ser encerrado antes, caso todas as vagas sejam preenchidas rapidamente. Nos dois casos, atualizarei esta publicação informando e também avisarei nas redes sociais do blog.
  • A confirmação da participação será enviada apenas pelo particular por e-mail a cada um dos interessados. Portanto, fiquem atentos às suas caixas de entrada e verifiquem a caixa de Spam.

Dúvidas ou sugestões podem ser feitas nos comentários deste post, ou por e-mail, com o mesmo assunto. Caso sejam feitas pelos comentários, cliquem em "notifique-me" para vocês serem avisados quando eu responder.

Me digam nos comentários se vocês acharam esta iniciativa interessante e compartilhem com amigos que talvez queiram participar! 😍



Comentários

  1. Nossa Raphael, queria ter essa organização toda que você possui para estudar uma área tão complexa que é a Psicologia sozinho. Fiquei orgulhoso de você agora, pois seus posts parecem de quem já está avançado no curso. Parabéns!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pior que fico impressionado também. Acho que organização é uma das minhas competências, estou tentando usar isso a meu favor kk.

      Obrigado ❤

      Excluir
  2. Sim, achei a ideia muito interessante e participaria se morasse em SP. Sempre me senti atraída pelo universo da psicologia, é um universo rico e complexo. Desejo sucesso ao grupo de estudos! Parabéns pela iniciativa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Recebi alguns e-mails de interessados já. Espero que dê certo kk. Obrigado ❤

      Excluir
  3. Neste momento estou lamentando como nunca não morar em São Paulo. Se estivesse aí, participaria com certeza. Psicologia é um assunto que me interessa muito, estou sempre lendo uma coisa aqui e outra ali, embora nunca tenha me aprofundado em nada. Entendendo muito o que você diz sobre ser um pouco solitário, porque também trabalho com autônoma e também gosto de estudar alguns temas aleatórios e a maioria das pessoas não entende muito porque eu gasto meu tempo estudando. Não estou reclamando dos meus amigos, claro, mas nesse sentido também não tenho muito com quem trocar ideias. Enfim, torço para que o grupo tenha sucesso, porque a ideia é muito boa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pior que quando eu trabalhava como CLT eu também me sentia solitário porque eu só tinha uns 2 amigos na empresa :/

      Excluir
  4. Que ideia incrível!
    Parabéns! É sempre melhor ter companhia para estudar, um vai aprendendo com o outro. Tenho certeza que será um sucesso!

    ResponderExcluir
  5. É tão bom ver as pessoas se juntando para falar de algo tão importante como a saúde mental das pessoas ❤❤❤❤❤

    ResponderExcluir
  6. Olá, meu caro... apesar de morar em São Paulo, ser doutora em psicanálise (não atuo na área) e ter imenso apreço pelo tema, há assuntos que já não me alcançam mais.
    Tive três ciclos de Freud na faculdade (cursei psicologia) e sei de sua relevância para a psicanálise.
    Encontrei em Lacan muito mais conceitos e respostas as dúvidas e anseios enquanto pessoa quem em Freud... o que me levou a contestar e criticar muitas das afirmações do "pai a psicanálise".
    E eu não o acho complexo, tampouco de fácil compreensão... considero que seus livros são apenas boa literatura. E, apesar de popular, graças ao famoso clichê "Freud explica"... acho que ele está mais para a ficção, que para a ciência. Não gosto da limitação imposta por ele em seus estudos.
    Acho que pouca coisa dele pode ser considerada hoje em dia, porque temos novas informações em termos de neurologia, que ele não tinha. Como a esquizofrenia, que hoje sabemos ter origem orgânica e Freud não tinha tal conhecimento. E nem poderia ter, mesmo tendo estudado o funcionamento da fisiologia do cérebro durante muito tempo.
    Não podemos agir como religiosos, que idolatram idéias antigas e não evoluem, atualizando-as.
    Faço terapia desde os meus doze anos, sou filha de psicóloga e ainda acompanho a evolução dessa área, percebo o preconceito existente contra as questões da mente, do emocional e sei o quanto Freud contribuiu para tudo isso, afinal, a psicanálise ajuda o individuo a compreender-se, mas as teorias precisam ser validadas e, por isso acho a idéia de seu grupo interessante. Discutir o início, a idéia e o conjunto de teorias desenvolvidas e permitindo que cada um apresente seus argumentos e posicione o que a ciência tem de informações nesse nosso contemporâneo.
    Parabéns a iniciativa e sucesso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, na verdade, muita coisa da teoria do Freud continua vigente hoje em dia dentro das terapias psicanalíticas e psicodinâmicas. Elas ainda são baseadas em conceitos fundamentais propostos por ele como inconsciente e o dinamismo do aparelho psíquico.

      A própria teoria do Lacan toda foi construída em cima da teoria freudiana, ampliando-a, mas não existe obra do Lacan sem as contribuições de Freud.

      De fato muita coisa caiu e muita coisa foi complementada, porém, acredito que qualquer pessoa que queira começar a estudar psicanálise deve começar com Freud. Mesmo que sejam obras mais gerais, depois que eu terminar de ler Freud, me aprofundarei em outras escolas da psicanálise, como a francesa do Lacan ou a inglesa de Melanie Klein.

      Sobre a esquizofrenia ter questões biológicas, na verdade, atualmente se sabe que os transtornos mentais são multifatoriais, ou seja, possuem fatores biológicos, químicos, hereditários, sociais, ambientais e psicológicos, então uma coisa não anula a outra.

      A neurobiologia ou neurociência não substituem a psicanálise porque elas explicam coisas diferentes. Enquanto a neurociência vai estudar o que no corpo gera as alucinações de um paciente esquizofrênico, a psicanálise vai estudar porque ele tem alucinação com uma coisa específica e não outra.

      Excluir
    2. Meu caro, não me propus a discutir vertentes, cada qual se orienta a partir do que lhe interessa. É sempre assim. Como lhe disse, para mim, Freud é mais ficção que ciência. Na época dele, as doenças mentais não tinham o nome psicose que já existia, mas estava limitado aos tratados, como o de Aschaffenburg (1911).
      Eu não disse que ele não teve o seu valor. Todo autor tem importância e relevância mais para um que outros. Ele iluminou Karl Jaspers, por exemplo.
      Eu, por exemplo, considero Dilthey mais importante porque introduz a compreensão e o esclarecimento.
      Enfim, eu nunca me simpatizei com a proposta de Freud, não concordo com suas narrativas, mas para que eu discorde, precisaram existir para contrapor, como muitos outros o fizeram e eu não tenho essa pretensão, até porque a psicanalise ( no meu caso) ficou na vida anterior a essa.

      Grata pelo diálogo e novamente, meu desejo de sucesso nos seus estudos.

      Excluir
    3. Oi, tudo bem? Não me propus a discutir vertente também, mas apenas chamei atenção para esse equívoco.

      Não é possível considerar a obra do Lacan como válida e a do Freud não simplesmente pelo fato de que a teoria lacaniana é uma ampliação da freudiana. Ela não é independente.

      Também me atentei ao equívoco de afirmar que a esquizofrenia possui causas orgânicas. Cientificamente, sabe-se que transtornos mentais como esse possuem causas multifatoriais que não se resumem apenas a orgânicas/biológicas. Também chamei atenção para o fato de que a neurociência e a psicanálise estudam e explicam coisas diferentes e, por isso, não tem como as neurociências terem superado a psicanálise em algo.

      Mas enfim, boa semana. Obrigado pela visita ;)

      Excluir
  7. Que ideia incrível!!!! Acho que tudo que tem esse apoio entre as pessoas, só tende a ser melhor.
    Desejo todo sucesso !! bjs

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Dica: clique em "notifique-me" para que você seja avisado(a) por e-mail quando eu responder seu comentário ❤