Aniversário de 1 ano do blog. Desanimei? (Reflexão)


Olá, queridos! Sim, há exatamente um ano publiquei o primeiro texto por aqui 😱. A fanpage do Facebook existe desde de 2017, no entanto. Estou muito cansado hoje e ainda não estou totalmente bem, porém, não queria deixar essa data tão importante passar batida. Resolvi fazer um pequeno esforço para escrever este post para vocês.

Obrigado a todo mundo que me acompanha desde aquela época, ou quem começou a acompanhar agora também. Esse blog foi uma surpresa muito boa porque ele me fez perceber que eu sou bom em alguma coisa. Além de que eu consegui números altos para um site tão novo. Até a data de hoje acumulei quase 50 mil visitas. Não é nada colossal, mas eu nunca imaginei que alguém leria as coisas que escrevo...

Siga nas redes sociais: 

Bem, mas fazendo um balanço geral desse ano, cheguei a algumas conclusões: estou tendo bloqueios criativos e dificuldade para produzir novos conteúdos porque algumas coisas pararam de fazer sentido no blog 😕.

Para quem não se lembra, tudo começou com a fanpage em que eu escrevia relatos sobre o meu dia-a-dia como paciente bipolar. Com o passar do tempo, ela foi evoluindo para assuntos de psicologia e psicanálise, e mais recentemente comecei a falar de temas mais variados.

Aí foram surgindo algumas crises existenciais. Primeiro, não fazia mais sentido para mim, haver tanto ênfase no meu transtorno. Sou bem mais que um diagnóstico e tenho mais coisas a oferecer para vocês do que isso. Além de que é chato ficar falando de doença o tempo inteiro.


Outra crise foi que muitas pessoas começaram a me tratar como uma "autoridade" dentro da área da psicologia. Algumas quiseram me entrevistar sobre assuntos como transtornos mentais. Eu não me sinto confortável ocupando essa posição. Sou um estudante, não sou psicólogo, e mesmo que eu fosse, não é esse o meu objetivo com o blog. Sei que tenho muitos textos sobre esses assuntos e eles são de qualidade porque coloco todas as referências possíveis e imagináveis em livros, artigos científicos e afins, mas não é essa relação que busco ter com quem me acompanha.

A última crise existencial vem do fato de que os textos mais visualizados do blog são sobre transtornos mentais. O problema nisso é que esses “rótulos” atraem mais atenção do que questões sobre saúde mental que julgo mais importantes. As pessoas querem encontrar suas “caixinhas” e muitas vezes elas acabam não percebendo as responsabilidades que elas têm sobre o próprio sofrimento. Encaram os transtornos como algo a parte delas. Isso sem contar que as pessoas tendem a ser um pouco hipocondríacas (me incluo nessa). Por mais que eu coloque em todos esses textos que não incentivo o autodiagnóstico e que elas devem procurar profissionais para avaliação, na prática, esse efeito continua acontecendo.

Por conta desses fatores, gradualmente fui mudando o foco do blog. A primeira coisa que fiz foi alterar a descrição do meu perfil removendo o “estudante de psicologia” para evitar esse problema de ser visto como autoridade. Depois, reduzi a ênfase no meu transtorno bipolar, mantive porque é um assunto que continuarei tratando por aqui por motivos de conscientização e, porque faz parte das minhas vivências.


Então quer dizer que o blog vai acabar? Não!

Amo esse blog com todas as forças, tenho muito orgulho de tudo que eu construí. Já não consigo imaginar minha vida sem produzir conteúdo, entretanto, algumas coisas vão mudar. Seguindo esse processo que já vem acontecendo há alguns meses.

Eu não vou mais produzir conteúdos focados em transtornos mentais. O único transtorno que vou tratar com certa frequência por aqui é a bipolaridade porque é o diagnóstico que possuo e o blog é um espaço para eu poder falar sobre essas minhas vivências também. Entretanto, não vou mais fazer textos técnicos sobre outras condições. Isso significa, que aquela série que comecei sobre transtornos de personalidade está oficialmente cancelada 😞

Isso não significa que não falarei mais sobre saúde mental! A diferença é que ao falar sobre esses temas, não vou me apegar aos rótulos de diagnósticos. Por exemplo, ao invés de fazer um texto sobre Transtorno de Personalidade Narcisista (TPN), posso escrever sobre narcisismo de uma forma geral, para a psicanálise ou outras escolas da psicologia. Ao invés de ficar falando sobre rótulos de diagnósticos, vou discorrer sobre os problemas psicológicos que configuram tais condições. Como baixa autoestima, ansiedade, entre outros. Dessa forma, acredito que estarei contribuindo melhor para a ampliação das discussões a respeito de saúde mental sem cair na superficialidade.

Também vou reduzir o foco sobre textos técnicos e científicos. De agora em diante, eles vão seguir as linhas dos posts mais recentes. Como o da teoria do espelho do Lacan ou emoção e razão do neurocientista António Damásio. Continuam sendo textos mais intelectuais e científicos, porém, mais enxutos e acompanhados de alguma reflexão. Ao contrário dos textos mais antigos do blog que eram mais didáticos e demasiadamente extensos.


Ano novo, novo blog

Outra novidade, também, é que pretendo criar outro blog. Eu percebi que tenho vontade de escrever sobre assuntos diferentes que não tem muito a ver com a proposta desse. Como videogames, entretenimento, nerdices. Tentei inserir parte desses conteúdos aqui e deu certo em alguns momentos. No entanto, fico um pouco limitado ao falar dessas coisas aqui já que tenho um nicho e um público específico.

O novo blog não tem nome ainda, nem data para sair. A ideia é que nele falarei principalmente sobre videogames. Será algo mais descompromissado e também falarei muito sobre jogos antigos porque gosto bastante, quadrinhos, entre outras coisas. Então, continuarei com os dois blogs: esse com um foco mais pessoal e intelectual, e o outro mais leve focado em coisas menos sérias como jogos, entretenimento e mundo nerd. Ainda assim trarei conteúdos nerds para cá, mas lá terei mais liberdade para falar dessas coisas sem ter que me preocupar em manter o foco.

Concluindo

No final das contas, nem será uma mudança tão grande. Provavelmente, se eu não tivesse feito está publicação, vocês nem iriam perceber. Porque eu já tenho mudado essas coisas há alguns meses. Deixem nos comentários as suas opiniões, críticas ou sugestões. Me digam se gostaram dessas novidades e se vão querer conhecer o meu novo blog também 😎😍.

Feliz natal e feliz ano novo! 💖



Comentários

  1. Comecei a acompanhar esse ano e me identifiquei muito com seus textos. Que venham muitos outros. Parabéns pelo 1 ano de blog!

    ResponderExcluir
  2. Sua página é fenomenal. Continue assim e não desista, jamais! Sucesso com o novo blog.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo um ano do blog. Que o próximo ano seja de muito sucesso pra vc no próximo blog.

    ResponderExcluir
  4. Muito legal saber que há exatamente um ano, você publicou o primeiro texto por aqui no blog. Como o tempo passa rápido, não é mesmo? Acredito que eu nunca tenha seguido uma fanpage no Facebook, mas acho a ideia bem bacana. Meus parabéns pelo esforço em não deixar essa data passar batido, apesar de tudo. Muita força e energias positivas! Que tudo melhore, e que você possa continuar publicando ainda mais conteúdos, que eu adoro e acho bem interessante, de verdade! E sem se cobrar tanto, de modo que isso seja mais um alívio do que um peso a se carregar. E sim, gostei da novidade!

    ResponderExcluir
  5. O que eu mais gostei de ler foi a parte que você ressalta que é mais que um diagnóstico e eu sei, com certeza, que terá muito conteúdo pra trazer para o público que frequenta seu blog. Sempre gostei dos seus textos técnicos, porque sou psicóloga, porque amo saúde mental, e porque você é muito fiel em expor suas fontes.
    Mas, entendo suas mudanças, que mesmo que paulatinas, irão dar uma nova configuração para sua rotina no blog. Ótima ideia do novo blog também... Assim, você poderá atingir públicos diferentes e ter liberdade pra isso.
    Abraços, boa sorte com tudo e feliz natal/ano novo!

    Carol, do Coisas de Mineira

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Dica: clique em "notifique-me" para que você seja avisado(a) por e-mail quando eu responder seu comentário ❤